sábado, 27 de dezembro de 2008

F i m de A n o



Quando o ano finda
As emoções começam a ser mais fortes
E o ar de Natal
Nos faz ficar assim
Suspensos
Entre a alegria da vida
E a tristeza da morte
Subvertendo o cotidiano
Que nos faz confortavelmente mecânicos
E nos lembrando
Que somos apenas humanos.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Canção dos Marinheiros




Não gosto das ondas
Eu gosto é do mar
Do alto mar.
Só do preciso
É navegar,
navegar

Gosto, algumas vezes, do cais,
Mas, se demoro mais,
Porém, me cansa.
Gosto mesmo é do mar,
Do alto mar
Até aonde a vista alcança.

Navegar,
navegar
é meu prazer e destino.
Lá no mar
Quanto mais velho
Mais me sinto menino.

O encontro da Imagem com a Palavra.

Minha foto
A fotografia interagindo com a poesia...num encontro triunfal.