sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Só isto




Eu quis deixar de te querer

Por covardia.

Por covardia,

Eu quis deixar de te querer.

Mas, feito pimenta, meu amor ardia

E fosse noite ou dia

Não parava de doer

E eu de sofrer.

Cansei de lutar contra o real

E, como meio de conjurar o mal,

Ciente de ser impossível

Viver sem te amar

Enfim, parei de me enganar

E é só o que este poema quer dizer.

O encontro da Imagem com a Palavra.

Minha foto
A fotografia interagindo com a poesia...num encontro triunfal.