domingo, 21 de março de 2010

Mais um motivo



É nos detalhes

Que percebo tua delicadeza.

Sejam os vasos e as flores

Ou no espantalho de pano

Em tudo tu procuras a beleza

E é também por isto:

Que te amo!

Inigualável



Há o teu encanto

Nos pequenos pratos que me fazes.

Há o sabor

Oculto de tuas mãos

Que benze os molhos e o pão

Com o gosto inesquecível

(Para quem prova )

De teu talento

Para buscar de cada alimento o melhor.

Há o teu amor

Que multiplica em tudo

A beleza grandiosa

Que enche a vista e a boca de água

Antes mesmo

De verificar

Que comida igual à tua não há.

O encontro da Imagem com a Palavra.

Minha foto
A fotografia interagindo com a poesia...num encontro triunfal.