domingo, 26 de outubro de 2008

Percepção




Não vivo o outro lado do amor.

Só a saudade constante

Que me leva adiante

Seja lá como for.

Só o desejo que latente

Nunca parece próximo de ser satisfeito.

Assim como se não houvesse esperança

De nada ser perfeito.

No entanto, bem lá no fundo,

Bem no fundo de mim mesmo,

Sei que não será assim

E, lentamente, sem nenhuma pressa

Me preparo, cuidadosamente, para a promessa

Da alegria de teus beijos

E a festa do prazer

Que um dia há de acontecer.

O encontro da Imagem com a Palavra.

Minha foto
A fotografia interagindo com a poesia...num encontro triunfal.