domingo, 21 de junho de 2009

Sem espaço





Foi sem sair do lugar

Que aprendi tanto a andar

Que aprendi a voar

Como se fosse um sonhar.

Foi sem sair do lugar

Que tão longe me vi chegar

Onde não era para estar

E nem podia parar.

Foi sem sair do lugar

Que me contentei em estar

No mesmo canto a planar

Como meio de me afastar.

Foi sem sair do lugar

Que cheguei onde cheguei

Era o lugar onde estava

E até hoje não sei.

terça-feira, 2 de junho de 2009

I LU S Ã O



Os peixinhos no aquário

Lembram os instantes vários

Em que naveguei sem saber

Pra distante de você

E sem jamais me afastar.

Só hoje vim perceber

Que teu amor era um aquário

No qual só podia passear

E meu passeio diário

Era minha forma de amar.

O encontro da Imagem com a Palavra.

Minha foto
A fotografia interagindo com a poesia...num encontro triunfal.