domingo, 5 de junho de 2011

desautoria





Muitas vezes penso

Que é na fotografia

É que esta a poesia

E me pergunto se não é minha.

Porém, alguém vem e diz

Que a poesia faz sentido

Por ser tão plenamente tua

E, se é minha, duvido.

E assim, muitas vezes,

Só sei que a poesia

Que colocas nas palavras

Vira fotos e as fotos, poesia.

E me choco

Ao constatar que tudo é nosso,

Mas, não nos pertence,

Só os outros

É que podem dizer,

Na medida certa,

O que é de mim ou de você.

5 comentários:

Lua Nova disse...

Será? Acho que chega um momento em que a convivência e o sentimento que a sustenta, entrelaçam de tal forma as almas que fica difícil saber onde termina um e onde começa o outro.
É a alquimia de que só o amor é capaz.
Saudades de vcs.
Beijokas.

Diz disse...

parece um encontro amoroso perfeito- seria? bjs Laura

Lia Noronha &Silvio Spersivo disse...

um encontro poético...e fotográfico ..simplesmente minha queida amiga.
Obrigada pela visita.
bjins mil!!

Luma Rosa disse...

Lógico que fotografia é poesia!! É poesia visual!! Palavras que borbulham nos olhos!! Beijus,

Lia Noronha disse...

Lua Nova: vc disse a mais pura verdade...obrigada pela carinhosa visita ao nosso encontro..bjins mil

O encontro da Imagem com a Palavra.

Minha foto
A fotografia interagindo com a poesia...num encontro triunfal.